Fale com o i44 News

Cotidiano

Comida e abrigo para cães no calçadão viram polêmica envolvendo estatal

Empresária que cuida dos animais diz ter sido ameaçada e que entrega de correspondência seria suspensa, Correios vai se manifestar na segunda

Publicado

em

Um cachorro chamado “Meninão” está no centro de uma polêmica em Campo Mourão. O animal morava no calçadão da cidade, onde recebia carinho, ração e água da empresária Sandra Curriel, 42, que possui um comércio no local. A lojista conta que, há alguns dias, recebeu uma ligação telefônica informando que se continuasse alimentando o cão, ela e os vizinhos deixariam de receber as correspondências. Sandra diz que entendeu o contato como uma ameaça e publicou um vídeo que viralizou nas redes sociais. Até o momento já foram mais de 129 mil visualizações, quase dois mil compartilhamentos e 586 comentários.

No vídeo postado pela empresária não é citado o nome de quem, segundo ela, teria ameaçado e obrigado também a retirada de uma casinha que era mantida embaixo da sacada do estabelecimento, para proteger os animais nos dias de chuva e frio.

O problema seria o comportamento do “Meninão”, que teria latido de forma intimidadora para um carteiro. O i44 News recebeu um vídeo que teria sido feito por um comerciante mostrando o cão avançando em direção a um  homem que caminhava pelo calçadão. Sandra reconhece a característica do animal, mas garante que o bicho nunca mordeu qualquer pessoa. “O animal não é igual o ser humano. Ele não controla suas emoções. Se alguém passar de bicicleta, de moto, ele corre. O que aconteceu foi isso. Ele correu atrás, mas ele não morde, ele não relou. Foi só aquela corrida atrás, como acontece em qualquer lugar”, justificou.

Na semana passada, o Sandra diz que retirou o abrigo para não prejudicar os comerciantes vizinhos, mas que vai continuar colocando ração e água, apesar de considerar o novo local, ao lado de um poste sem proteção do sol e da chuva, inadequado para os animais. “Eles não pedem nada. Só querem tomar sua água, comer e um pouco de amor. Na minha loja isso não vai faltar. Eu não vou parar.”

“Meninão” não mora mais no calçadão. Segundo a empresária, o animal foi adotado terça passada (31). Mas no interior da loja, deitada ao lado de clientes, encontramos Meninona, e próximo da porta, a Serumaninha. A primeira vive no calçadão há cerca de dois anos e a segunda sete meses. Sandra diz que envia os animais ao veterinário para tomar banho, vacina e vermifugo. Ela conta que tem vontade de levar os bichos para sua casa, mas que não faz isso por falta de espaço.

Fora das redes sociais, a polêmica despertou o interesse de estudantes. A aluna do 1º ano do ensino médio, Luana Araujo, 15, e algumas colegas de classe, estão abordando o assunto do vídeo em um trabalho sobre problemas urbanos. “Escolhemos esse tema porque Campo Mourão tem muitos problemas com abandono de animais. Mas cachorro de rua bem cuidado não faz mal a ninguém. Falta muita consciência, porque assim como as pessoas precisam de ajuda e carinho, os animais também,” comentou.

Correios se posiciona na segunda

Na central de entregas dos Correios em Campo Mourão, o responsável disse ter conhecimento sobre a ligação telefônica mencionada por Sandra e afirma que teria visualizado o vídeo publicado nas redes sociais. Sem querer ser identificado, no momento, o funcionário disse que a empresa deve se manifestar sobre  o caso na segunda-feira (6) ,através da assessoria de imprensa da estatal.

Comente

Comentários

Copyright i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).

X