Fale Conosco

Polícia

Polícia prende ex-mulher, irmã, irmão e cunhado pelo assassinato de ex-funcionário da Coamo

Prisão preventiva aconteceu nesta manhã (8) em um sítio em Engenheiro Beltrão

Publicado

em

Uma semana após a prisão dos irmãos Caique Felipe de Souza e Tiago Fabrício de Souza na semana passada pela execução do técnico em manutenção de máquinas na Cooperativa Agropecuária Mourãoense (Coamo),  William Akihiko Ogata, 43, a Polícia Civil de Peabiru realizou nesta manhã (8) a prisão temporária dos suspeitos de mandantes do crime. De acordo com o delegado Fábio Baptista, foram presos  a ex-esposa de Ogata, Cibeli Gonçalvez Czadotz, e o casal Simone Czadotz e Alex Alves Feitoza, irmã e cunhado de Cibeli. A informação foi dada em primeira mão e com exclusividade no final da manhã de hoje pelo i44 News.

Segundo o delegado, um outro irmão de Cibeli que se encontra detido na 16ª DP em Campo Mourão, conhecido como “Mamute”, também seria um dos mandantes do assassinato.  “Hoje, 8 de dezembro, que é comemorado o Dia da Justiça, felizmente conseguimos cumprir com êxito essa investigação”, disse o delegado.

Baptista explica que, como os detalhes do caso estão em sigilo, outras informações só poderão ser divulgadas pela Polícia após o término das investigações, o que o delegado estima que aconteça dentro de um mês. Os suspeitos permanecem em prisão temporária por pelo menos 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 3o, sendo que dentro desses prazos, explica o delegado, a prisão preventiva pode ser expedida.

O assassinato

Ogata, membro de uma família tradicional da cidade e funcionário da Coamo há 18 anos, foi morto no dia 18 de outubro quando ainda estava em seu veículo no momento em que chegava em sua casa, no centro de Peabiru. No local foram encontradas 11 cápsulas de pistola calibre nove milímetros. Os executores do crime, os irmãos Caique e Tiago, fugiram em direção a Campo Mourão em uma motocicleta.

Na ocasião, especulou-se que o o crime poderia ter motivação passional. Ogata, que mantinha relacionamento atual com uma professora de Educação Física – estudante da Faculdade Integrado, em Campo Mourão – estaria sendo ameaçado pela ex-mulher pelo fim do relacionamento.

Conforme Baptista, o crime foi o primeiro homicídio do ano registrado na cidade e chocou a população, gerando grande repercussão do caso. “Era uma pessoa honesta, trabalhador, inclusive trabalhava além do limite normal da sua cota diária e muito querido em Peabiru”, explica.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).