Fale Conosco

Esportes

Técnico abre jogo: falta de dinheiro e tempo prejudicaram equipe

Campo Mourão Basquete ocupa último lugar no ranking de aproveitamento (15,4%) e o 13º em pontuação, com 15 pontos.

Publicado

em

Faltando apenas um jogo para o fim do 1º turno da atual temporada do campeonato de basquete NBB Caixa, o Campo Mourão Basquete acumula um saldo de apenas duas vitórias – nenhuma em casa – em um total de 13 jogos. O baixo aproveitamento do time apresenta um contraste em relação ao desempenho na temporada passada, quando, em sua primeira participação na competição, conseguiu chegar aos playoffs das oitavas de finais. Para o técnico Emerson de Souza, os poucos resultados obtidos até agora, embora preocupem, não são uma surpresa.

“Ou você tem muito dinheiro para montar uma equipe muito qualificada para que você tenha os resultados ou você tem tempo para trabalhar, ou seja, nós não tivemos nenhum dos dois”, justifica o técnico. Segundo ele, a atual diretoria fez uma corrida contra o tempo para conseguir patrocínios e contratações para garantir a participação do time nesta temporada.

Souza atribui à diferença em relação ao desempenho na temporada passada o curto tempo de preparação e entrosamento – apenas três semanas – que equipe teve antes do início da competição. Com poucos recursos disponíveis à gestão que assumiu em julho, em 2017 o time não participou do Campeonato Paranaense. No ano passado, a competição estadual funcionou como uma pré-temporada da NBB onde as principais contratações foram definidas.

“Infelizmente nós estivemos muito pouco tempo de preparação da equipe, nós estamos montando a equipe durante a competição”, diz. Recentemente, a equipe divulgou a substituição do americano Chris Gradnigo pelo armador uruguaio Emiliano Giano e a contratação do ala armador  Rodrigo Alves Maistro, o “Biro”, que já foi campeão do NBB na temporada 2009/2010  pelo Brasília.

Amadurecimento 

Souza diz que é preciso ter calma para analisar a posição da equipe na competição.  Atualmente, ela ocupa o último lugar no ranking de aproveitamento (15,4%) e o 13º em pontuação, com 15 pontos. “É o segundo ano de liga nacional, essas coisas não acontecem da noite pro dia”, justifica.

Para ele, o time é um projeto que ainda está em amadurecimento dentro e fora da quadra e as possibilidades de classificação estão em aberto. “A gente tá trabalhando dia a dia atrás das vitórias que podem nos levar a esse seleto grupo que vai participar mais uma vez dos playsoffs”.

Próximo jogo

Na próxima terça-feira (16), o Campo Mourão basquete enfrenta o Joinville em casa, no Ginásio Belin Carolo, às 20:15. O jogo promete ser acirrado, já que o adversário está com a mesma pontuação e com apenas uma vitória a mais que o time da casa. “Vai ser um jogo muito duro, muito nervoso, com certeza, porque as duas equipes precisam muito dessa vitória para chegar próximo do grupo de classificação para os playoffs”, adianta o técnico.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).