Fale Conosco

Política

Lula será preso ou candidato? Veja o que dizem alguns mourãoenses

Tem gente torcendo para ele não ser preso e quem espera por novas condenações

Publicado

em

Para a justiça não há dúvidas de que Luiz Inácio Lula da Silva é culpado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex, do Guarujá (SP). Já nas ruas ruas de Campo Mourão, o “julgamento” do caso não é unânime. O ex-presidente tem eleitores fiéis que questionam as provas da acusação, elogiam a sua gestão e prometem votar nele novamente, caso seja candidato. Quem defende a condenação diz que o povo já está cansado de tantos escândalos de corrupção no país.

Defensor do ex-presidente, o vendedor ambulante, Ricardo Cabreroti, diz que está torcendo para que Lula não seja preso. “Sou contra (a condenação) porque o Lula ajudou muito as pessoas pobres e no governo dele as pessoas que não tinham condições conseguiram comprar a sua casa própria. Acho injusto o que estão fazendo com ele”, disse.

Outro que saiu em defesa de Lula foi o também vendedor ambulante, Moacir Miranda. Ele avalia que o ex-presidente “sempre foi uma pessoa que soube administrar o Brasil”. “O que eles acham que ele fez, todo mundo fez e não aparecia. Da minha parte o Lula pode voltar quantas vezes ele quiser”, comentou.

Para a vendedora, Leila Cunha, favorável a condenação, é preciso dar um basta na corrupção no país. “Tem que ser condenado, porque o roubo já vem há muito tempo. Então já basta”, desabafou.

O taxista, Pedro Godoy, considera que é preciso cassar o direito de Lula de candidatar, caso contrário ele vai ser eleito novamente. “Eu acho que, não sei, começou essa crise depois que ele entrou. Até um pouco foi bom para os pobres, mas depois não sei porque bagunçou”, opinou o taxista.

Já o vendedor, Rodrigo Quadros, parecia estar feliz com o julgamento do ex-presidente e diz esperar que ele seja condenado novamente. “Não aguentamos mais. A roubalheira está na cara do povo brasileiro e alguém tem que fazer alguma coisa. Acho que foi uma boa (a condenação) e, se possível, ser condenado de novo (risos)”.

Condenação e eleições

Lula foi condenado em segunda instância nesta quarta-feira (24) a 12 anos e um mês de prisão. Os três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) que analisaram o caso foram unânimes em rejeitar todos os pedidos da defesa do ex-presidente e ainda aumentaram a pena de 9 anos e seis meses para 12 anos e 1 mês.

Com a decisão, o ex-presidente pode ser preso depois de esgotadas todas as possibilidades de recursos e fica impedido de se candidatar por oito anos. A defesa de Lula disse que vai aguardar a publicação oficial do resultado do julgamento para avaliar recursos.

Em nota, a presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffman, afirmou que o partido confirmará o nome de Lula na convenção da legenda e vai registrar a candidatura dele no dia 15 de agosto. Juristas consideram que Lula ainda teria recursos para se candidatar à Presidência este ano, mas em situação jurídica bastante precária. (Com informações da Agência Brasil).

Comente

Comentários