Fale Conosco

Educação

Curso inédito no Paraná será oferecido pela UTFPR em Campo Mourão

Instituição também planeja novo curso de engenharia e investe em marketing para atrair mais alunos da região

Publicado

em

Apesar de pouco utilizada pelos moradores da região, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) em Campo Mourão não para de ampliar a oferta de cursos e oportunidades. A novidade da vez, anunciada pelo diretor geral da instituição, Heron Oliveira dos Santos Lima, é o mestrado profissional em rede nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua). O curso é inédito no Paraná e as aulas começam no segundo semestre. Marketing para atrair mais estudantes da região, um novo curso de engenharia e ensino a distância também estão nos planos da universidade.

“A gente já oferece um mestrado em Física, um em Inovações Tecnológicas e outro em Tecnologia de Alimentos. Então esse agora é o quarto. É um mestrado diferenciado, oriundo de parcerias com o Ministério Público, Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Instituto Ambiental do Paraná e Itaipu”, disse Lima. Segundo o diretor, as inscrições devem ser abertas em abril ou maio para 20 vagas.

A expectativa é de que profissionais de cidades como Foz do Iguaçu, Cascavel e Toledo, que já atuam na área e devido a proximidade com Itaipu, se interessem pelo curso. “A ideia é que eles possam também contribuir com competências. São especialistas dessa área que vem aqui debater, discutir e promover uma relação de troca de experiências com nossos docentes. A gente acredita que em bons resultados em produtos e processos e, sem dúvida, fomentar ainda mais nossa região”, comentou o diretor da UTFPR.

Fomentado desde 2015 pela Agência Nacional de Águas (ANA), o mestrado já é oferecido em seis universidades do país e a partir deste ano chega a mais oito. A autorização para a UTFPR de Campo Mourão ofertar o curso foi resultado de uma disputa com outras universidades. A instituição ficou em primeiro lugar na região sul e ainda obteve a maior nota entre todas as universidades participantes de todo o Brasil. De acordo com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), o ProfÁgua foi avaliado com nota 4, índice considerado alto para cursos de mestrado.

Novidades

Além do novo mestrado, a partir do segundo semestre a instituição vai oferecer uma nova opção de bacharelado, o curso de Engenharia Química. Outra novidade é uma reformulação do curso de Tecnologia em Alimentos, já existente, para atender características da economia regional. “Deve ser um curso mais voltado para área da gestão agroindustrial, uma vocação da região”, esclareceu Lima.

O diretor da UTFPR conta que a instituição também está se adequando a tendência do uso das tecnologias no processo de ensino aprendizagem e uma uma estrutura para oferecer cursos semipresenciais está sendo montada.

Região

Pensando também em promover a aproximação dos moradores da região com os cursos e oportunidades oferecidos pela instituição, Lima diz que a universidade tem feito estudos e investimento em marketing institucional. “Dos nossos alunos dos cursos de bacharelado, 75% são de fora da Comcam (Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão). Tem muita gente que nem sequer sabe o que tem aqui, ainda acha que a UTFPR é paga,” justificou.

Com cerca de 2400 estudantes matriculados atualmente, o câmpus da UTFPR em Campo Mourão oferece um curso de nível médio (Informática), um de tecnologia (em Alimentos), cinco de bacharelado (Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Alimentos, Engenharia Eletrônica e Ciência da Computação) e um de licenciatura (em Química).

Na área de pós-graduação, há duas especializações (em Engenharia de Segurança do Trabalho e Engenharia Elétrica com Ênfase em Eletrônica) e três programas de mestrado (em Tecnologia de Alimentos, em Inovações Tecnológicas e em Ensino de Física).

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).