Fale Conosco

Vida e Estilo

Youtuber faz ironia com buracos no asfalto de Campo Mourão

Jornalista faz resumo bem humorado de várias cidades do estados do Sul e tem centenas de milhares de seguidores

Publicado

em

Os buracos que se avolumaram sobre ruas e avenidas de Campo Mourão nas últimas administrações e persistem até o momento, são abordados com ironia em um vídeo que tem a pretensão de apresentar um pequeno resumo sobre a cidade nas redes sociais.

Ao falar sobre a Festa Nacional do Carneiro no Buraco, o autor do vídeo diz que “alguns me disseram que deve ser referência a quantidade buracos que tem nos (sic) asfalto da região”. Logo na sequência, ele contemporiza: “mas eu digo se fosse por isso, o Brasil inteiro seria terra carneiro no buraco. Porque buraco não tem só aí não”.

Seguido por quase 93 mil pessoas em seu canal no Youtube e chegando aos 760 mil seguidores no perfil oficial Elzinga no Facebook, o jornalista gaúcho Diogo Elzinga resolveu adotar Campo Mourão como tema de seu vídeo publicado nas redes sociais na terça-feira (13). Detalhe: Elzinga nunca pisou em Campo Mourão, assim como na maioria das cidades que ele resume em seus vídeos.

Mesmo forçando um sotaque sulista totalmente desconhecido pelos mourãoenses, o jornalista contribui com seu trabalho para divulgar Campo Mourão através da internet. Em relação a outras cidades – como Maringá, que em pouco tempo já havia alcançado o número de um milhão de visualizações – os números do vídeo abordando Campo Mourão são modestos: no inicio da madrugada desta quarta-feira (14), o vídeo havia alcançado 51 mil visualizações, obtido 843 reações e foi compartilhado 1.138 vezes.

No vídeo, Elzinga fala sobre a colonização de Campo Mourão –  antes mesmo da região ser conhecida como os “campos do Mourão” em homenagem ao 4º Morgado de Mateus – Luís Antônio de Sousa Botelho Mourão -; aborda aspectos geográficos  e populacionais e,  já na atualidade,  fala sobre bares e opções de lazer da cidade, citando os lagos do Parque, Azul e da Usina – “que tem um montão de chácara dos magnatas”.

Elzinga ainda conta sobre o inicio do prato típico da cidade e a festa que se originou. Não comentou, no entanto, sobre a interrupção ocorrida no ano passado, quando a prefeitura deixou de realizar o principal evento de Campo Mourão. O jornalista – que em entrevistas sobre sua atividade sempre afirma checar as informações – também deixou de falar sobre o time de basquete – que disputa a NBB nos últimos dois anos -, preferindo falar sobre o time do Adap e sua campanha em 2006, lembrando ainda do futsal.

Quem é Elzinga

O i44 News entrou em contato na tarde de terça-feira com Elzinga, logo após a publicação do vídeo sobre a cidade nas redes sociais. Ele estava na estrada e não foi possível manter o contato.

O jornalista, no entanto, é de Caxias do Sul (RS). O roteiro baseado em resumo de cidades, – abordando história, dados populacionais, pontos turísticos, personagens famosos, e fatos curiosos sobre municípios  – teve inicio em 2016. Começou por Caxias do Sul e passou pela vizinha Bento Gonçalves. Deu certo. “Eu percebi que estava mexendo com a nostalgia, com o orgulho das pessoas”, disse ele em entrevista ao Diário Gaúcho.

Com o sucesso, Elzinga que também atua em stand up no Brasil, passou a retratar cidades de Santa Catarina e Paraná. No estado, já gravou vídeos Dois Vizinhos, Bituruna, Irati, São Mateus do Sul, Clevelândia, Coronel Vivida, União da Vitória, Palmas, Cianorte, Marechal Cândido Rondon, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Ponta Grossa, Francisco Beltrão, Toledo, Londrina, Umuarama, Pato Branco, Maringá e agora Campo Mourão.

Durante passagem por Curitiba, uma das poucas cidades do estado em que esteve, ele disse que  a atividade tem dado certo. “Esses vídeos me rendem outros trabalhos e eu, hoje, vivo disso. Pretendo continuar investindo na profissão”, contou em entrevista ao site do G1.

 

 

Comente

Comentários

Copyright ®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).