Fale Conosco

Arte e Cultura

Rock resiste no interior e ocupa espaços na cidade

“80% dos lugares na cidade tocam rock ou pop rock”, diz Paulão, da banda Sem Base

Publicado

em

Engana-se quem pensa que o sertanejo “universitário” dominou todo o interior do Paraná. Na terra de Naiara Azevedo, músicos talentosos e criativos transformam o hobby numa forma de resistência roqueira, compondo músicas próprias, executando covers e versões, fazendo shows de quinta-feira a domingo em dois bares, exclusivamente voltados ao estilo, em Campo Mourão.

“80% dos lugares na cidade tocam rock ou pop rock”, observa Paulo Henrique Silva, de 32 anos, que trabalha como operador de áudio de Teatro Municipal. O cenário roqueiro, segundo ele, é bem diferente de quando tinha 18 anos. “Na minha juventude, tinha um só bar com shows de uma mesma banda, a THC, que era ótima. Hoje, há rock para todos os gostos. Rock clássico, rock pop, rock com referências mais modernas.”

Paulão, como é conhecido, integrou três bandas de pop rock mourãoense. Assumiu em 2006 a guitarra do quarteto Galápagos, gravando o CD de composições próprias “Velhos Amigos” (2010) e fazendo, ainda atualmente, shows esporádicos; tocou guitarra no extinto quinteto Bons e Velhos, entre 2011 e 2014, lançando o álbum “Início pelo Fim” (2013), com músicas próprias; e, desde 2014,  lidera o trio Sem Base, que já lançou as canções autorais no EP digital “Agosto” (2016).

Acordes criativos

Na banda Sem Base – que faz show neste sábado (21) -, seguindo o exemplo da maioria das bandas de rock da cidade, nenhum dos instrumentistas se dedica exclusivamente à música. Além de Paulão, o trio é formado por um procurador de justiça, Eliandro Rodrigues (baixo), e um designer de artes, Enio Maciel (baterista).

Segundo Paulão, é possível emplacar canções autorais no meio dos shows, desde que a banda faça um competente trabalho de divulgação do material. “Nunca tivemos dificuldade em tocar nossas próprias músicas. O mourãoense está disposto a ouvir coisas novas”, comenta.

Discordando um pouco do líder da Sem Base, o guitarrista Danilo Pusch, da banda Sapatos Elétricos, diz que não é tão fácil investir em repertório autoral no rock mourãoense. “Às vezes, o público vai esperando músicas conhecidas, e aí fica difícil”, justifica.

Formado em 2001, o trio Sapatos Elétricos nunca lançou um CD nem têm vídeos de alta qualidade disponibilizados na internet. Nos shows – a banda toca nesta sexta (20) -, costumam fazer versões competentes para clássicos dos Beatles, Rolling Stones e The Who.

O rock autoral, no interior, tem dificuldade para atrair público. Talvez, por falta de espaço na mídia“, opina. Há, ainda, outro problema. “Às vezes, donos de bares e casas noturnas sinalizam para os músicos, de maneira implícita, que é melhor tocar cover.”

Palco livre

Sócio-proprietário do RockaGrill, Thiago Ricci diz que não há uma proibição da casa em relação a músicas próprias. “A banda maringaense Stolen Byrds toca aqui com frequência e sempre com repertório próprio. Eles fizeram um bom trabalho de divulgação e conseguiram formar público”, observa.

Virar referência do cenário do rock em  Campo Mourão não estava nos planos do empresário, formado em Direito. Há dois anos e meio, o objetivo da casa era ser um pub que mesclasse gastronomia com esportes, servindo hambúrguer artesanal e transmitindo jogos de futebol. Motivado por músicos locais, abriu espaço, três meses após a inauguração, para shows de jazz e rock.

Comportando até quase 200 pessoas, o principal reduto roqueiro de shows da cidade conta com atrações de quinta a sábado, desembolsando cachês na média de R$ 600. “Nós abrimos o bar que gostaríamos de frequentar. E o público correspondeu bem. Temos agenda cheia até junho”, comenta Ricci, sinalizando que o rock, em Campo Mourão, está longe de dar seus últimos acordes.

PARA EXPERIMENTAR

Sapatos Elétricos e Fernando Duran (tributo a Creedence  Clearwater Revival)
sexta-feira (20), às 22h

Sem Base
sábado (21), às 22h

Onde

Rockagrill (Rua Francisco Ferreira Albuquerque, 1453 – Centro)

 

 

 

 

 

Comente

Comentários

Copyright ®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).