Fale Conosco

Arte e Cultura

Livros inspirados nos filhos viram coletânea de Renata Brito no mercado editorial

Obras assinadas por professora mourãoense atraíram atenção de editora do Rio de Janeiro

Publicado

em

Três livros – “Mariana e a Palavra Proibida”, “Miguel, O Menino que queria Voar” e “Renato, o Menino Sanduiche” – escritos ao longo da última década pela escritora Renata Brito, professora da rede municipal de ensino de Campo Mourão, viraram uma coletânea, receberam o selo International Standard Book Number (ISBN) – coordenado no Brasil pela Biblioteca Nacional – e serão lançados oficialmente sob a chancela da carioca Multífoco Editora na sexta-feira (13), às 19h30, na biblioteca pública Egydio Martello com sessão de autógrafos com a autora, apresentações teatrais, musicais e coquetel.

Renata esteve na redação do i44 News, onde conversou sobre os livros e falou sobre mercado editorial e a necessidade de manter a leitura de livros como atividade necessária para o desenvolvimento de crianças. (Veja o vídeo acima).

Faltam muitos passos ainda, mas o caminho percorrido até aqui pela professora mourãoense, formada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), é uma conquista no atual mercado editorial brasileiro.

Cada vez menos, editoras brasileiras investem em novos talentos. Boa parte delas foram fechadas. Com o fim da execução do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) pelo atual governo, as editoras tiveram dificuldades financeiras para novos investimentos. O PNBE era um fonte de renda para as editoras, que reinvestia parte do lucro em novos autores.

O programa promovia o incentivo à leitura por meio da distribuição de acervos de obras de literatura, de pesquisa e de referência. Entre as obras, a literatura infantil. Com a verba cortada no governo Temer, as editoras ficaram sem caixa e as bibliotecas, principalmente as públicas, tiveram seus acervos reduzidos e desatualizados.

Por isso, conseguir atrair a atenção de uma editora nacional é um feito a ser comemorado pela professora de Campo Mourão. Ela ainda terá seus livros distribuídos nacionalmente em espaços físicos e estará nas estantes virtuais dos maiores players da literatura mundial.

Inspiração maternal

Renata Brito sempre esteve envolvida no mundos das letras. A paixão por livros foi herdada dos pais, também professores. Na sua família, repassou o gosto pela literatura. Mais que isso: compartilhou as estórias infantis e teve nos próprios filhos a inspiração para escrever os três livros.

Nas escolas ou em casa, a professora sempre praticava contação de estórias. No lar a filha Mariana sempre atenta, se transportava para dentro das estórias contadas pela mãe. Um dia, teve um estalo e imaginou a filha  como personagem nos livros. Foi a chama que acendeu o talento de escritora de Renata.

Embasada no cotidiano das crianças – envolvendo as descobertas, erros e acertos – ela pesquisou o assunto, ouvindo também os seus alunos da mesma faixa etária, e decidiu escrever sobre o assunto. Nasceu ali, em 2008, o “Mariana e a Palavra Proibida”, onde ela narra situações que poderiam ocorrer quando a personagem fala uma palavra não permitida.

A receita, valeu para os outros dois livros. “Miguel, O Menino que queria Voar” e “Renato, o Menino Sanduiche” também tem os filhos da escritora – Renato e Miguel – como personagens centrais.

Coletânea SAS

Distribuído inicialmente em impressões “amadoras”, segundo ela, agora os três livros fazem parte da coleção SAS – Sentindo Aprendendo a Sentir. Os livros ganharam ilustrações e impressão de primeira qualidade. Serão comercializados no lançamento em uma sacola ecológica. O i44 News não teve acesso ao material que só estará na cidade, momentos antes do lançamento.

Todos os volumes descrevem situações rotineiras enfrentadas na infância. Na visão de Renata, o papel da literatura infantil tem de ajudar a criança a colocar palavras naquilo que para ela ainda não pode ser descrito.”O livro, tem essa função. De compartilhar o aprendizado e enfrentamentos dessa fase da vida”.

Para escrever livros infantis, diz a escritora, é preciso, tentar desvendar os mistérios do mundo e percorrer os espaços, convidando a criança a acompanhar a jornada.

SERVIÇO

O que? Lançamento da Coleção SAS
Onde? Biblioteca Municipal Egydio Martello
Quando? Sexta-feira, 13 de Julho, às 19h30.
Quem? Escritora Renata Brito

Comente

Comentários

Copyright ®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).