Fale Conosco

Arte e Cultura

O Papai Noel que nasceu em um ato de solidariedade

Fomos conhecer a casa do Papai Noel – “de verdade” – em Campo Mourão

Publicado

em

A imagem de Papai Noel no extremo norte, em baixas temperaturas, é “lugar comum” de uma figura lendária que acabou ganhando versões pelo mundo todo. 

Em Campo Mourão, agora com temperatura superior a 30 °C,  também há uma a figura local do bom velhinho. Ele vive em uma casa aconchegante no Jardim Alcântara, perfumada pelas flores espalhadas pelo quintal, com a mulher que o ajuda nas tarefas e um cachorrinho pinscher acinzentado.

Dono de um bom papo e o convincente “ho, ho, ho! Feliz Natal!, o servidor público municipal Silvio Vilczak,  46 anos, já é conhecido como o Papai Noel de Campo Mourão.

São sete anos com a roupa vermelha, maquiagem para deixar as bochechas mais coradas, o saco de presentes e doces, luvas brancas e sininho em uma das mãos. Logo na entrada da residência da família Vilczak, a indumentária que aguça a imaginação das crianças está em um cabide preso ao gancho para rede pronta para o próximo compromisso.

Solidariedade

O ingresso ao mundo da fantasia infantil surgiu por acaso, quando Eliane, a esposa de Silvio, foi viajar para a Itália. Ele deixou a barba crescer e ao ser visto quatro meses depois pela esposa nem foi reconhecido de imediato. Mas a pedido dela, raspou os pelos do rosto e deixou pra trás a intenção de mudar o visual.

Silvio conta que dois anos depois, a vontade de deixar a barba crescer ressurgiu e então ouviu a esposa dizer que iria transformá-lo em Papai Noel para entregar doces a pacientes – adultos e crianças  – da Santa Casa de Campo Mourão.

Compraram a roupa, a mulher fez o acabamento e assim nasceu mais um bom velhinho no Natal. “Era para ser um Papai Noel social e hoje é uma outra profissão no final de ano”, disse.

O homem que se veste hoje de Papai Noel é funcionário público há 35 anos. A história de Silvio se confunde com a da área da cultura no município. Ele começou como office boy e a trabalhar no Teatro Municipal, local onde desempenha a função de técnico de som, há 28 anos, ainda na construção do prédio. Também foi diretor técnico da Verve Companhia de Dança, que já se apresentou em vários países.

O “Silvio do Teatro” ainda não foi superado pelo “Silvio Papai Noel” na cidade,mas ele acredita ser questão de tempo. “No supermercado ou algum lugar na rua, as crianças já apontam e dizem que é o Papai Noel”,comenta.

Entre 2013 e 2016, Silvio foi o Papai Noel “oficial” de Campo Mourão, com chegadas pomposas na praça central para alegrar milhares de pessoas.

Ele faz atualmente eventos em empresas, em casas de amigos e segue com a atenção às entidades assistenciais. “É muito bacana ser reconhecido como o Papai Noel de Campo Mourão.”

Conselhos

A altura de 1m76 e 120 quilos, cabelo e barba de 15 centímetros brancos e olhos azuis são aptidões físicas que facilitam a transformação de Silvio em um simpático velhinho bonachão. Ele diz que o desafio maior é ser atencioso e carinhoso com as crianças e os pais.

“Papai Noel precisa ter paciência e gentileza. Tenho esse carinho comigo”, diz.

Às crianças, ele costuma dar o conselho de obedecer os pais e perguntar sobre o comportamento durante o ano para poderem ganhar os presentes que estão pedindo.

A principal solicitação dos pais é para que o bom velhinho diga com firmeza, mas sem deixar a doçura necessária na voz, para elas largarem a chupeta. “É muito comum os pais pedirem para eu dizer isso às crianças”, contou.

Natal da casa de Silvio é aguardado, celebrado. Ele relata que fica ansioso à espera desta época do ano em que ele se deixa levar pelo espírito do bom velhinho.

Os cuidados com a roupa, os detalhes e o perfume que borrifa pelo corpo com cheio de maçã-do-amor para agradar as crianças mostram a dedicação na transformação em Papai Noel.

Eliane, que vai a todos os eventos com o marido Papai Noel para auxiliá-lo, emociona-se com o trabalho. “Muitas crianças pedem benção ao Papai Noel e isso é muito legal”, diz ela com lágrima nos olhos.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).