Fale Conosco

Arte e Cultura

Marco Cultural homenageia Analis Ohara no litoral do PR

Pedra de três toneladas e placa compõem espaço com o nome da atriz e agitadora cultural

Publicado

em

A atriz, produtora cultural e turismóloga, Analis Ohara, foi homenageada na sexta-feira (21) pela governadora Cida Borghetti em Matinhos, no litoral do Paraná, durante o lançamento da Operação Verão 2018/19.

A jovem que morreu aos 24 anos, em julho do ano passado, vítima de um tumor cerebral morava em Campo Mourão. O secretário de Saúde do Paraná, Antônio Carlos Nardi, também participou da homenagem. 

Em julho deste ano, o cantor Kiko Zambianchi esteve em Campo Mourão para outra homenagem a Analis. O show do artista ocorreu na concha acústica que ganhou o nome da atriz através de lei municipal.

O reconhecimento ao trabalho da atriz na disseminação da cultura e preservação do meio ambiente no Paraná ficou perpetuado com a instalação de um marco – uma pedra de três toneladas e uma placa de aço escovado na praça – em frente ao Colégio Dom Bosco, na área central da cidade litorânea. A pedra foi retirada do solo do litoral paranaense pela mineradora Nova Prata.

O descerramento de uma réplica da placa foi realizado no palco da Operação Verão por Gabriel Ohara, estudante de Engenharia Civil da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e irmão de Analis e pela governadora Cida Borghetti.

“Em Matinhos foi onde ela despertou o interesse pela Arte, Cultura e o amor pela Natureza. Fico feliz e honrado com esse reconhecimento da cidade e do Estado”, afirmou Gabriel.

“Uma jovem que, além da beleza interior e exterior, foi uma artista excepcional, que passou um período da sua vida em Matinhos e hoje o Paraná presta uma homenagem a essa atriz que nos deixou precocemente”,  Cida Borghetti, governadora do Paraná.

Cida, então vice-governadora em 2017, acompanhou o drama vivido por Analis e a família. “Um tumor muito agressivo, mas ela lutou e, durante o tratamento, deixou mensagens de paz e amor”, recorda Silva.

A jovem residiu com a família em Matinhos entre 2007 e 2010, na adolescência. A amiga, a atriz e produtora cultural Sauane Buenos, de 23 anos, define-a como uma “passarinha” por conta do desprendimento e liberdade, em uma relação de amizade baseada na lealdade e cumplicidade. “Ao mesmo tempo, ela era muito compromissada com tudo e tinha a medida do equilíbrio”, comentou Sauane.

Sauane diz que a homenagem em Matinhos leva o nome da amiga adiante para que mais pessoas conheçam a história de vida dela e o que representou para a sociedade. “Sou muito grata por estar aqui, por ter conhecido ela”, orgulha-se.

Na adolescência em Matinhos, Analis já tinha o reconhecimento por ações de conservação do meio ambiente. Para a diretora do Colégio Dom Bosco, Indyara Moretto, onde ela estudou, a praça com a pedra e placa em homenagem a ela passa a ser mais especial.

“Analis deixou muitas marcas no nosso colégio. Uma boa atitude de colocar a pedra com uma placa em homenagem a ela na praça. Vamos sempre poder matar saúde da nossa eterna aluna”, afirmou a diretora.

O prefeito de Matinhos, Ruy Hauer (PR), disse que a homenagem é da prefeitura e todos os moradores da cidade que Analis amava. “Era uma jovem dedicada e altruísta. Tivemos o privilégio dela ser moradora de Matinhos. É uma homenagem merecida”, resumiu.

Analis se mudou para Campo Mourão em 2011. Era frequentadora contumaz de cursos e eventos culturais em Curitiba e enxergou ambiente favorável para o desenvolvimento do setor. Ela frequentou a Escola Municipal de Circo de Campo Mourão e desenvolvia técnicas da arte da palhaçaria e acrobacias, integrando a Trupê de Circo da Fundação Cultural de Campo Mourão. No teatro, encenou várias peças, subindo ao palco em várias cidades paranaenses.

No Parque do Lago, em Campo Mourão, ela desenvolveu o projeto “Domingo no Lago”, de incentivo à exposição do trabalho de artistas locais e da região. O local recebeu seu nome no ano passado em reconhecimento às ações concretizadas por ela na área da cultura.

O irmão de Alanis, Gabriel Ohara, de 19 anos, estudante de Engenharia Civil da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), participou da homenagem no litoral paranaense nesta sexta-feira. A celebração do nome da irmã, disse o jovem, é uma honra para a família. “Em Matinhos foi onde ela despertou o lado da arte e cultura. Então fico muito feliz com todo esse reconhecimento”, afirmou.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).