Fale com o i44 News

Economia

Número de registros de novos MEIs tem queda de 63% em Campo Mourão

Quantidade de formalizações caiu de 1.358, em 2017, para 502 ano passado

Publicado

em

O número de novos Microempreendedores Individuais (MEI) no ano passado em Campo Mourão apresentou recuo de 63% ante 2017. A atividade com a maior quantidade de formalizações é de cabeleireiro. No município, 5.117 trabalhadores estão registrados hoje no Portal do Empreendedor com o regime de tributação mais simples do País .

Segundo dados da Casa do Empreendedor de Campo Mourão, 1.358 trabalhadores formalizaram o negócio em 2017 e, no ano passado, a soma foi de 502.

A explicação da Casa do Empreendedor para a redução da quantidade de novos MEIs em 2018 na comparação com o ano anterior é que o órgão começou a funcionar em 2017 e, por isto, houve divulgação das ações que despertaram mais interesse de trabalhadores que estavam na informalidade.

A atividade que engloba cabeleiro, barbeiro e manicure concentra o maior número de Microempreendedores Individuais, com 406 profissionais. Pedreiro tem o segunda maior quantidade de registros, um total de 384. E vendedor de roupas, com 369, vem em terceiro.

A cabeleireira Lisandra Rosa, 20 anos, foi uma das 502 pessoas que aderiram ao MEI ano passado no município. Para ela, a formalização representa segurança em questões trabalhistas. “Fiz em maio do ano passado e hoje tenho mais tranquilidade para trabalhar”, afirmou.

Dono de um salão que existe na cidade desde 1966, Marcos Antônio Soares, 46 anos, é microempreendedor há 7 anos. No estabelecimento, outros quatros barbeiros também já se formalizaram. “Uma das principais vantagens é a carga tributária menor”, disse.

MEI

Para ser enquadrado na categoria de Microempreendedor Individual, o faturamento deve ser de até R$ 81 mil por ano e não pode ter participação em outra empresa.

O MEI pode ter até um funcionário. A categoria está inserida no Simples Nacional e é isenta de tributos federais, a exemplo de Imposto de Renda, PIS e Cofins.

Os benefícios da formalização são a aposentadoria, auxílio-doença, salário-maternidade e pensão por morte e auxílio-reclusão para os dependentes do profissional.

Empresas e empregos

Dados da Secretaria Municipal de Controle, Fiscalização e Ouvidoria mostram que 2018 tem o melhor resultado dos últimos 10 anos em volume de aberturas de indústrias, comércio, prestadores de serviços e profissionais liberais.

No ano passado, foram feitas 1.104 aberturas de empresas no município, conforme o levantamento da secretaria. Quase a metade dos registros, 545, é de prestadores de serviços.

Campo Mourão encerrou 2018 com saldo de 860 empregos com carteira assinada, que é o resultado de 9.370 contratações e 8.510 desligamentos, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Em dezembro do ano passado, de acordo com o Caged, o saldo ficou negativo em 14 postos de trabalho formais, com 629 admissões e 643 desligamentos. No mesmo mês em 2017, houve fechamento líquido negativo de 347 vagas, diferença de 465 contratações e 812 demissões.

Comente

Comentários

Copyright i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).