Fale Conosco

Cultura

“Carnaval de Cores” espera público de 3 mil no domingo em Campo Mourão

Já Peabiru e Araruna trocaram folia nas ruas por investimentos em creches

Publicado

em

Diferente de cidades da região como Araruna e Peabiru, Campo Mourão terá carnaval de rua neste ano novamente. A expectativa é que 4 mil pessoas caiam na folia nos dois dias de festa na região central. Será a quarta edição do “Carnaval de Cores” e a atração é o bloco “Cai Nessa”, que completa 30 carnavais em 2019.

Araruna e Peabiru, por compromissos assumidos com o Ministério Público, vão trocar dinheiro gasto no carnaval por investimentos em Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis). Em Araruna, 160 crianças esperam por vagas em creches, em Peabiru são 75 e, em Campo Mourão, 731, segundo as secretarias municipais de Educação.

A inspiração do “Carnaval de Cores” de Campo Mourão é o “Happy Holi”, festival indiano que celebra a chegada da primavera no hemisfério norte caracterizado pelo pó colorido espalhador pelo ar.

Segundo o presidente do bloco “Cai Nessa”, Ubirajara Rodrigues, neste ano serão comercializados 2.500 pacotinhos de tinta, que não é prejudicial à saúde, a partir de sábado (2), na Praça São José. O valor unitário é de R$ 5.

O bloco carnavalesco se apresentará na Praça São José, no sábado (2), com expectativa da Fundação Cultura de Campo Mourão (Fundacam) de um público de mil pessoas. No domingo (3), a folia do “Carnaval de Cores” será na Avenida Comendador Norberto Marcondes, entre as ruas Edmundo Mercer e João Josafat, e tem público estimado de 3 mil.

Conforme o coordenador de Ação Teatral da Fundacam, Josmar Antunes, o investimento do município em 2019 no carnaval de rua é de R$ 12 mil, para pagamento de equipe de som, banheiros químicos, UTI móvel e segurança.

No chamamento público realizado neste mês pela Fundacam para interessados na organização do carnaval, o bloco “Cai Nessa” foi o único a se interessar.

Bloco

O “Cai Nessa” vai completar 31 anos em dezembro deste ano. Surgiu como um bloco carnavalesco de salão de clube e hoje tem uma bateria composta por 30 ritmistas e uma rainha. Em 2003 foi criada a bateria. “E de lá pra cá a gente vem desfilando no carnaval.”

Ubirajara diz que o carnaval de rua perdeu força em Campo Mourão com o fim dos desfiles de blocos, que começaram em 1999 e estenderam até 2014. “O auge foi 2005, com público estimado na Avenida Irmãos Pereira pela Polícia Militar de 15 mil pessoas. Era lotado, fantástico”, comentou.

Em 2015, Ubirajara conta que a bateria fez apresentação por conta na Praça São José e, a partir de 2016, começou o “Carnaval de Cores” inspirado no festival indiano.

Peabiru e Araruna

Em atendimento a um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) do Ministério Público, as prefeituras de Peabiru e Araruna não vão promover carnaval de rua neste ano.

Em Araruna, a folia terminou com um jovem de 24 anos morto a tiros. “O município não tem como garantir a segurança no carnaval. Viu o que aconteceu em Maringá?”, disse o prefeito Leandro César de Oliveira (PPS), referindo-se ao pré-carnaval maringaense, no último fim de semana, que gerou reclamações da população por causa da desordem e falta de segurança.

As prefeituras assumiram o compromisso de investir recursos que seriam gastos com os foliões na construção de duas salas de aula em Cmeis até o final deste ano para redução do número de crianças à espera de vagas.

Em Peabiru, conforme o secretário de Administração, Ângelo Prudêncio de Brito, o município gastou R$ 50 mil com o carnaval em 2018. Em Araruna, foram R$ 30 mil, segundo prefeito.

A Secretaria de Educação de Araruna informou que as quatro creches atendem 285 alunos e fila por vagas é de 160 crianças. A construção de uma unidade, que chegou a 15%, está paralisada. “Teremos que abrir outra licitação porque na anterior três empresas que participaram decidiram não executar as obras”, diz o prefeito.

Já nas três creches em Peabiru estão matriculados 298 alunos e 75 crianças aguardam vagas, segundo informou a Secretaria de Educação.

Programação do “Carnaval de Cores”

Sábado (2 de fevereiro)

  • Atração: apresentação da bateria do bloco “Cai Nessa”
  • Local: Praça São José
  • Horário: 21h até meia-noite

Domingo (3 de fevereiro)

  • Atração: bloco carnavalesco “Cai Nessa” e DJ
  • Local: Avenida Comendador Norberto Marcondes, entre o Teatro Municipal e a Unespar
  • Horário: das 14h às 19h
  • Estrutura: equipe de som (sábado e domingo) e banheiros químicos, UTI móvel e segurança (domingo).

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).