Fale Conosco

Solidariedade

Ele transformou o duro diagnóstico de câncer de próstata em um vídeo para fazer alerta sobre a doença

Silvio Zamora tem 49 anos, descobriu a doença por acaso e decidiu fazer um alerta aos amigos

Publicado

em

Resiliência sempre fez parte da vida do advogado Silvio Zamora, 49 anos, de Campo Mourão. Ele foi diagnosticado com câncer de próstata e, em vez de se entregar ao desânimo, publicou um vídeo no Facebook para falar sobre a doença e incentivar que outras pessoas façam exames preventivos ou de rastreamento.

“Se pelo menos uma pessoa que viu o vídeo fazer o exame já valeu a pena”, diz Zamora. Para ele, as pessoas costumam se retrair quando descobrem ter alguma doença grave. “É um erro. Por que não explicitar para que elas se cuidem? Do limão a gente tem que fazer uma limonada.”

O diagnóstico poderia ter dado a Zamora razões para se abater. O câncer de próstata matou 11 pessoas ano passado em Campo Mourão, oito em 2017 e seis em 2016, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde. Os dados mostram que o câncer fez 110 vítimas em 2018 no município, 123 em 2017 e 110 em 2016.

O vídeo tem mais de 3,5 mil visualizações e 400 comentários. A atitude que parece simples demonstra capacidade de empatia de alguém que está imerso em uma experiência nada agradável.

“A gente está aqui de passagem, então temos que plantar sementes boas.” Amigos e parentes do advogado o apoiaram e celebraram a inciativa dele em fazer o alerta a partir do diagnóstico. “Você é vencedor e esse é só mais um obstáculo! Nunca desista!” “Meu amigo, isso não é nada. Você é um homem de fé, Deus cuida de nós”, escreveram amigos.

Zamora, que deixou a profissão de agricultor e ingressou na faculdade de Direito 9 anos atrás, já passou por outras situações complicadas que credenciaram a fala da esposa sobre ele “ter sete vidas”.

Já teve a boca bastante machucada, com perda dos dentes, por um pino que escapou do trator. Capotou o carro e saiu com apenas um pequeno corte na testa. E caiu de um barracão, de uma altura de 6 metros, e quebrou a bacia em 6 lugares.

Especialistas afirmam que os exames preventivos e de rastreamento são as melhores formas de garantir um diagnóstico na fase inicial de câncer, que aumentas as chances do sucesso do tratamento.

Geralmente, o câncer de próstata não provoca sintomas, o que torna mais difícil o diagnóstico. Já em estágio estágio, os principais sintomas são emagrecimento, cansaço intenso, febre que vai e volta, alteração nas fezes, dor ao urinar e urina escura, sangramentos, demora para cicatrizar ferimentos, manches na pele, inchaço das ínguas e rouquidão e tosse.

Boleiro

A paixão de Zamora pelo futebol o levou a descobrir que está com câncer em estágio inicial. O advogado diz que procurou um amigo médico e pediu a ele um laudo para participar da Copa Mundial de Veteranos, em Portugal.

O médico solicitou que ele fizesse um PSA (antígeno prostático específico), um exame simples e indolor que é feito em laboratório com coleta de sangue e serve para detectar câncer de próstata. Depois passou por uma ressonância e foi submetido a uma biópsia. “Dificilmente faria o exame, porque me sinto bem, achava que não tinha nada”, conta.

Ele foi convocado por um time de São Bernardo do Campo (SP) a disputar o campeonato na categoria 50 anos em Portugal e está com o laudo que o libera para jogar.

Zamora é dono de um lance futebolístico que ficou famoso na semana em que o Brasil estreou na Copa da Rússia 2018 e foi exibido no programa Fantástico da TV Globo.

A proeza foi acertar com um chute de letra uma caixinha de papelão pendurada em uma árvore e o varal do quintal a 8 metros de distância e a 3 metros de altura do chão no quintal de casa.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).