Fale Conosco

Cidade

Sorteio “transparente” é alvo de inquérito policial em Araruna

Investigação apura se houve fraude em sorteio de cupons feito pelo presidente da Acia, Paulo Henrique Toaldo

Publicado

em

A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar suposta fraude em sorteio de prêmios em dinheiro realizado pela Associação Comercial e Industrial de Araruna (Acia), na região de Campo Mourão. Os responsáveis serão investigados pelo crime de estelionato de acordo com a polícia.

A polêmica toda está em um vídeo do sorteio no qual cupons são jogados ao alto para o presidente da Acia, Paulo Henrique Toaldo, pegar um e poder anunciar o ganhador. A mão direita dele fica tempo todo fechada, ele ergue os braços e um cupom aparece dobrado na mão, após a “chuva de bilhetes”, sugerindo que estava escondendo o papel.

“A polêmica por minha mão estar fechada antes de pegar um cupom. Vocês acham mesmo que eu faria um vídeo e colocaria em rede social com um cupom na mão? Não preciso beneficiar ninguém, muito menos a pessoa que ganhou e nem conheço”, escreveu o presidente da Acia, empresário e filho do ex-prefeito de Araruna, Renato Toaldo (PPS), em um grupo de WhatsApp.

O vídeo circula nas redes sociais. O presidente da associação foi até alvo de meme pela suposta fraude no sorteio, em uma foto manipulada em que ele está com uma máscara do Mister M, ilusionista que ficou famoso por revelar segredos de truques de mágica.

No vídeo estão o presidente da Acia, uma funcionária da associação e a dona de uma loja. O sorteio foi realizado no dia 31 de maio dentro da promoção “Araruna Premiada”, do mês das mães, que teve divulgação de R$ 20 mil em prêmios.

A funcionária da Acia e a lojista jogam cupons em direção a Toaldo que teriam sido depositados por consumidores que fizeram compras nos estabelecimentos comerciais conveniados.

O presidente afirma no vídeo que é o primeiro sorteio da promoção e vale prêmio de R$ 500. Ele, de costas para as duas mulheres, pega um cupom e diz o nome da ganhadora e a loja onde ela fez compras. “Respondeu a pergunta corretamente, ali da loja da Vânia”, disse o presidente da Acia ao anunciar a vencedora e olhar para a dona do estabelecimento onde o cupom foi gerado, que estava no sorteio e também comemorou: “Que legal!”

No Facebook, a ganhadora dos R$ 500 publicou uma foto exibindo o cupom sorteado ao lado da funcionária da Acia e escreveu: “Xuxu [chuncho] ou não, o dinheiro tá na mão.”

O delegado de Peabiru e Araruna, Fábio Marques de Baptista, instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do sorteio da Acia e todos os envolvidos serão ouvidos pela Polícia Civil. “O presidente da associação, a dona da loja e a pessoa que foram beneficiadas terão que dar esclarecimentos”, disse.

Segundo o delegado, em uma análise inicial, o crime é de estelionato por conta da possível fraude no sorteio. A pena prevista para o delito é de 1 a 5 anos de reclusão e multa.

O I44News esteve nesta quarta-feira (6) na Acia, mas não encontrou o presidente. Ele também não atendeu ligações ou respondeu mensagens da reportagem.

Polêmica

O assunto mais comentado na semana em Araruna, cidade com 13.939 habitantes, segundo estimativa de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), é o sorteio da Acia.

Nas rodinhas de conversa em frente à padaria, agência bancária, ponto de táxi e outros locais no centro da cidade, o assunto principal é o vídeo do sorteio com o presidente da associação comercial. “Eu vi o vídeo do sorteio e é suspeito. Parece que tem um erro. Pegou mal até pelo comentário na cidade”, disse o aposentado Natal Zanutto, 64 anos.

Para o empresário Rodrigo Patrício, 33 anos, o sorteio precisa ser analisado pela polícia porque da forma que aprece no vídeo está estranho. “Seria preciso até anular e fazer outro”, afirmou.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).