Fale Conosco

Solidariedade

Jovens de Campo Mourão criam app de doação para entidades

‘Soul Solidário’ é voltado a campanhas específicas de arrecadação

Publicado

em

Dois jovens programadores de Campo Mourão usaram o conhecimento em tecnologia para multiplicar solidariedade. Eles criaram um aplicativo para facilitar doações a entidades assistenciais em campanhas específicas. A primeira é um amigo-secreto para atender a Pastoral da Criança de Araruna.

O “Soul Solidário” está disponível no Play Store somente para Android, por enquanto. Nesse caso, a homofonia “soul” e “sou” serve para dizer que quem instala o aplicativo e faz doações se torna solidário.

Segundo um dos criadores do app, Luiz Fernando Gunther Vieira, o aplicativo está em funcionamento há duas semanas e tem a proposta de cadastrar entidades e suas campanhas, a exemplo da ação da Pastoral da Criança para conseguir brinquedos. “Hoje temos a campanha de Natal, com doação a partir de R$ 10. Qualquer coisa relacionada à solidariedade podemos colocar no app, desde ajuda com dinheiro, tempo e doações de roupas”, disse.

O APP foi projetado por Luiz Fernando e César Augusto Prado da Silva a partir da dificuldade da Pastoral da Criança no Natal de 2018. A entidade não conseguiu recursos para comprar brinquedos. “Pensamos e fazer algo para ajudar”, disse César Augusto, voluntário da pastoral.

No app, escolhe-se uma criança para presentear pela Pastoral da Criança – tem uma lista com nome e idade – com valor mínimo de R$ 10 em dinheiro. Para o pagamento é preciso entrar em contato com a entidade ou com os administradores do app porque ainda não há uma plataforma para pagamento digital.

César Augusto é voluntário da pastoral e filho da coordenadora da entidade, Silvana Prado, engajada na causa há 19 anos. A mãe diz que o rapaz se sensibilizou com o fato das crianças não ganharem presente no Natal por falta de recursos da entidade. “Ele me surpreendeu. Eu amei o app”, afirmou Silvana.

Segundo a coordenadora da pastoral, a entidade assiste 213 crianças de 177 famílias, com ações de acompanhamento de nutrição, vacinação e o desenvolvimento do núcleo familiar No quarto sábado de cada mês, os voluntários distribuem sopa paras comunidades nas casas das pastorais e salões paroquiais na cidade.

Para Luiz Fernando, a intenção é fazer ajustes no app conforme as necessidades das entidades e para facilitar atos de solidariedade de quem tiver o app instalado no celular. “Fico gratificado em pensar que nosso trabalho pode ajudar pessoas. Sinto como se fosse um objetivo de vida fosse concluído, o primeiro passo”, diz.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).