Fale Conosco

Agro

Colheita da soja está no início em Campo Mourão e região, com estimativa de produção 29% maior

Segundo o Deral, colheita atingiu 5% da área plantada de 685 mil hectares

Publicado

em

A colheita da soja em Campo Mourão e região chegou a 5% da área plantada de 685 mil hectares, segundo relatório do Deral (Departamento de Economia Rural), da Seab (Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento). O trabalho deverá prosseguir até o final março porque o plantio atrasou por causa da pouca chuva entre setembro e outubro do ano passado.

O núcleo de Campo Mourão, formado por 15 municípios, tem a maior área de soja no Estado. Na sequência vêm Ponta Grossa, nos campos gerais, com 560.600 hectares com oleaginosa. Depois vem Cascavel, no oeste, com 513.765 hectares.

De acordo com o auxiliar administrativo do escritório da Seab em Campo Mourão, João Dimas, a estimativa de produção para a região nesta safra é de 2,467 milhões de toneladas. No ciclo 2018/19, a conta foi de 1,904 milhão de toneladas em uma área de 680 mil hectares. O aumento deverá ficar em 29%.

A soja começou a ser colhida na semana passada na região. O relatório do Deral aponta área colhida de 34.275 hectares. O plantio, apesar de ter sido liberado a partir de 11 de setembro do ano passado, começou efetivamente em outubro por causa da estiagem.

De acordo com o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), em setembro foi registrado 52,8 milímetros de chuva em Campo Mourão e região. A média histórica para o mês é de 89,9 mm. Em outubro, com média histórica de 202,2 mm, houve acúmulo de 22,2 mm.

O agricultou Anderson Jesus Gaiarin, 41 anos, começou a colher a soja da área plantada de aproximadamente 400 hectares em Piquirivaí, distrito de Campo Mourão, na semana passada. O colheita atingiu 5% por conta dos dias nublados. “O colheira vai até o final deste mês porque o tempo não está dando condições. Estamos trabalhando meio período porque está nublado”, disse.

Gaiarin comemora a produtividade nesta safra, que na média deverá ficar em 160 sacas de 60 quilos de soja por alqueire e, em algumas áreas da propriedade, de 200 sacas. Na safra 2018/19, a produção foi de 120 sacas. “O resultado disso, em primeiro lugar, foi Deus mandar a chuva. Depois, sempre procuramos melhorar o perfil do solo”, afirmou. Na propriedade, a máquina colhe a soja e outra já faz o plantio de milho na sequência.

O preço da saca de soja está conta em R$ 76 nesta quarta-feira (5) na Coamo Agroindustrial Cooperativa, em Campo Mourão. Um ano atrás, o valor era de R$ 68,50.

Paraná

A safra 2019/20 paranaense de grãos deverá chegar a 23,4 milhões de toneladas, que corresponde a aumento de 19% ante o ciclo anterior, quando foram produzidas 19,7 milhões de toneladas, conforme o Deral.

A estimativa do Deral é de 19,7 milhões de toneladas, 22% a mais do que na safra 2018/2019, apesar da produção abaixo do esperado nas regiões oeste e sudoeste no início de colheita.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).