Fale Conosco

Polícia

Rapaz de 21 anos é dono de extenso ‘currículo criminal’ em Campo Mourão

Depois dos 18 anos, ele foi preso 5 vezes. Quando menor, apreendido em diversas situações

Publicado

em

Um rapaz de 21 anos preso na noite de quarta-feira (5) pela PM (Polícia Militar) acusado de furto está entre os mais assíduos do minipresídio da 16ª SDP (Subdivisão Policial), de viaturas da PM (Polícia Militar) e também já foi do Cense (Centro de Socioeducação).

Segundo a PM, Clayton Pinheiro, conhecido como Cleytinho, foi preso com uma bicicleta que foi furtada em uma loja na Avenida John Kennedy, trecho urbano da BR-272, no Jardim Lar Paraná.

O jovem chegou a dizer a policiais da Rotam (Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas) que havia comprado a bicicleta por R$ 100, mas depois acabou confessando ter furtado do estabelecimento.

De acordo com a Polícia Civil, depois de completar 18 anos, Cleyton foi preso no dia 27 de fevereiro de 2016 por posse de arma de fogo e foi solto no dia seguinte; em 3 de outubro de 2017, o rapaz foi preso por furto e conseguiu alvará de soltura um dia depois; em 20 de novembro do mesmo ano, ele foi preso pelos crimes de corrupção de menor e receptação e também saiu no dia seguinte; e em 10 de dezembro do ano passado, o jovem foi preso em Iporã, no noroeste do Estado, e desta vez ficou mais tempo preso: 7 dias.

O jovem mora no Jardim Maria Barleta, perto da avenida onde fica a loja em que a PM diz que ele furtou a bicicleta. Ele tem dois irmãos, que também já foram presos e são bem conhecidos no meio policial.

Um dos irmão do rapaz, que não quis dar entrevista ao i44News, disse que a polícia tenta relacioná-lo a mais de 100 furtos na cidade. “Mas muitos são coisas dos outros e não dele”, afirmou.

Sites noticiaram nesta quinta-feira (6) que Clayton é recordista de prisões efetuadas pela PM no Paraná. Mas na PM não há dados que possam sustentar a informação. Quando menor, o rapaz foi apreendido por homicídio, tentativa de homicídio, furto e tráfico de drogas.

O Cense em Campo Mourão não informou o número de encaminhamentos do rapaz para a unidade que cuida de adolescentes infratores. Mas um funcionário disse que foram “várias vezes” e que ele é conhecido na instituição.

Nesta quinta-feira, dia de visita a presos na 16ª SDP, a mãe de Clayton foi vê-lo. A carceragem, com capacidade para 68 detentos, está com 196.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).