Fale Conosco

Saúde

Saúde registra 715 casos de dengue em uma semana em Campo Mourão e região

São 3.190 casos desde agosto do ano passado, quatro mortes e uma sob suspeita

Publicado

em

A Comcam (Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão) registrou em uma semana 715 casos de dengue. O número de confirmações no atual período epidemiológico, iniciado em agosto de 2019, passou para 3.190, o que representa 15,5% do total no Paraná, segundo boletim da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde). A doença já causou quatro mortes e um está sob investigação em Barbosa Ferraz.

Entre as regionais de Saúde, a 11ª, em Campo Mourão, é a terceira com maior quantidade de casos. A primeira é Paranavaí (5.945), seguida de Maringá (4.191), no noroeste.

Na Comcam, são três óbitos em Nova Cantu e um em Peabiru. Conforme a 11ª Regional de Saúde, a morte de um homem de 66 anos, no dia 4 de fevereiro, em Barbosa Ferraz, está sob investigação.

De acordo com o boletim, Quinta do Sol (a 33 km de Campo Mourão), tem o maior número de casos da doença confirmados. São 610 em um município com 4.573 habitantes – 13,3% dos moradores -, segundo estimativa populacional de 2019 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Depois vêm Nova Cantu (577 casos), Engenheiro Beltrão (566), Barbosa Ferraz (452) e Juranda (408). “A orientação é para que os municípios façam o trabalho mecânico e estão periodicamente realizando mutirões e forças-tarefas com trabalhos técnicos para eliminar criadouros”, disse o chefe da 11ª Regional de Saúde, Eurivelton Wagner Siqueira.

De acordo com o chefe da 11ª Regional de Saúde, foram distribuídos aos municípios 1,2 mil litros de Malathion, inseticida utilizado no combate à dengue) para ser usado com nebulizadores costais.

A Sesa fez 2 dias de capacitação em Maringá, nesta quarta-feira e ontem, dirigida às regionais de saúde para uso no novo inseticida de combate ao mosquito Aedes aegypti. O produto, o Cielo, deverá ser enviado em março pelo Ministério da Saúde. É composto por imidacloprido (neonicotinóide) e praletrina (piretróide), princípios ativos diferentes do malathion.

Paraná

Conforme a Sesa, os municípios com mais número de casos de dengue são Paranavaí (1.953), Colorado (1.254) e Santa Isabel do Ivaí (1.126). No Estado são 20.563 registros e 13 mortes dede agosto do ano passado.

O boletim desta semana da Sesa apresenta o Liraa (Levantamento de Índices Rápido para o Aedes aegypti). O Paraná tem 331 municípios infestados, representando 82,96% do Estado

No período de 2 de janeiro a 6 de fevereiro, dos 399 municípios do Estado, 103 estavam classificados em situação de risco de epidemia; 160 em alerta e 114 em situação satisfatória para o IPP (Índice de Infestação Predial). O cidade maior índice de infestação predial do Aedes aegypti é Terra Boa, com 14,80% IPP por 100 mil habitantes.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).