Fale Conosco

Política

Em nova votação apertada, Câmara aprova em 2º turno reforma da Previscam

Placar foi novamente de 6 votos a favor e 5 contra

Publicado

em

Os vereadores aprovaram nesta terça-feira (18), em segundo turno, projeto de lei da prefeitura de Campo Mourão que aumenta de 11% para 14% a alíquota de contribuição do servidor à Previscam (Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Campo Mourão).

O resultado foi apertado novamente. A proposta foi aprovada por 6 votos a 5. Na primeira votação, na segunda-fira (17), o projeto teve o mesmo placar, mas com desempate do presidente do Legislativo, Olivino Custódio (PSC).

O principal ponto da reforma da Previscam é a majoração da alíquota, que atende a emenda constitucional 103, de 2019. Ela estabelece que caso RPPS (Regime Próprio de Previdência Social) tenha deficit técnico é necessário aumentar a contribuição por meio de lei para o mínimo de 14%.

O Sindiscam atribuiu a necessidade de aumentar a alíquota de contribuição à má gestão do fundo previdenciário nas gestões dos prefeitos Augustinho Vecchi, Rubens Bueno (Cidadania), hoje deputado federal, as duas primeiras atual prefeito Tauillo Tezelli (Cidadania), Nelson Tureck e Regina Dubay.

O sindicato protocolou na prefeitura pedido de aumento salarial para a categoria de 7,5%. São 4,5% de correção inflacionária e 3% de aumento real, considerando a mudança da alíquota de contribuição à Previscam.

Comente

Comentários

Copyright®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).