Fale Conosco

Saúde

Coranavírus: na Santa Casa, esforço é para aumentar UTI que está lotada

Hospital vem fazendo campanha para conseguir recursos e montar mais leitos

Publicado

em

Em um vídeo postado nas redes sociais, a médica Bianca Pasquini Galinari, ao lado de colegas de trabalho da UTI Covid-19 da Santa Casa de Campo Mourão, faz um apelo para que as pessoas fiquem em casa por causa da pandemia de coronavírus.

A cena retrata a preocupação de quem trabalha no principal hospital da região com 13 leitos de UTI adulto, dos quais nove formam uma unidade específica para o coronavírus e oito estavam ocupados no domingo (5).

O hospital tem feito campanha para aumentar a capacidade de atendimento. Cinco cidades da região já registraram casos de coronavírus e Campo Mourão tem 14 confirmados e 10 suspeitos.

Segundo a responsável pela comunicação na Santa Casa, Fernanda Gazoli Farinha, um grupo de empresários doou R$ 206 mil ao hospital. Será possível montar mais um leito na UTI Covid-19. O custo aproximado de um leito é de R$ 150 mil – cama, respirador e equipamentos.

No final de março, a Sesa (Secretaria Estadual da Saúde do Paraná) credenciou 10 leitos de UTI na Santa Casa para enfrentamento da pandemia de coronavírus.

A prefeitura considera que as redes pública e privada de saúde na cidade, que também tem a Central Hospitalar com 13 leitos de UTI, não possui estrutura para atender uma possível explosão do número de casos da covid-19.

Conforme o boletim divulgado pela prefeitura na tarde de domingo (5), 110 pessoas estão sendo monitoras pelas autoridades de saúde no município.

No sábado (4), a administração municipal prorrogou o fechamento do comércio por mais uma semana como medida para conter a disseminação do coronavírus.

A médica gravou o vídeo fez o apelo quando nenhuma pessoa havia morrido na cidade com covid-19. Com três óbitos e mais pacientes chegando, o sinal vermelho ascendeu na Santa Casa.

Em comunicação a prefeitos da região, o tesoureiro do hospital, José Carlos Laurani, afirmou que a situação é calamitosa e pediu para que o comércio continue fechado para conter circulação de pessoas nas ruas.

Comente

Comentários

Copyright ®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).