Fale Conosco

Saúde

Decreto justifica reabertura do comércio com seis pessoas na UTI e nove leitos disponíveis para coronavírus em CM

Lojas devem funcionar das 10h às 16h, de segunda-feira a sexta-feira, e das 9h às 13h aos sábados

Publicado

em

O decreto 8.447, publicado na quinta-feira (17) pela prefeitura de Campo Mourão, que flexibiliza o funcionamento do comércio, justifica a reabertura com a quantidade de seis pessoas com coronavírus em UTI (Unidade de Terapia Intensiva), noves leitos disponíveis e 25 de enfermaria para o tratamento da covid-19.

Os números apresentados no decreto são da Santa Casa de Campo Mourão, que tem uma UTI para covid-19 com 15 leitos. Segundo boletim da prefeitura divulgado na quinta-feira (16), há seis pessoas internadas no setor e nenhuma na enfermaria.  A cidade registra 29 casos de coronavírus e quatro mortes.

A decisão de reabrir o comércio, tomada na quinta-feira, veio um dia depois do secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, defender uma reunião em Campo Mourão a manutenção do isolamento social para conter a disseminação do coronavírus.

Em decreto anterior, a prefeitura havia sinalizado a reabertura gradual do comércio a partir do dia 20 de abril. A decisão foi antecipada depois que entidades se manifestaram, em especial a Acicam (Associação Comercial e Empresarial de Campo Mourão), contra a decisão da administração municipal.  

Nesta semana, o Giac-Covid-19 (Gabinete Integrado de Acompanhamento à Epidemia do Novo Coronavírus) no Paraná reforçou a necessidade de manter o isolamento social em todas as cidades do Estado, o que significa restringir o funcionamento do comércio.

Segundo o Giag, o reforço na orientação foi feito em função das sucessivas tentativas de afrouxamento das regras instituídas por decretos dos municípios e do Estado, com base em recomendações das autoridades sanitárias, que restringem a circulação de pessoas nas vias urbanas e limitam as atividades do comércio.

Em nota, o Giac afirmou que qualquer relaxamento de medidas de distanciamento, contrariando as políticas sanitárias do Ministério da Saúde e do Estado do Paraná, exige do administrador público o dever legal e indeclinável de, previamente, embasar o ato.

A nova regra estabelece que o comércio deve funcionar das10h às 16h, de segunda-feira a sexta-feira, e das 9h às 13h aos sábados,  fornecer máscaras para funcionários e álcool em gel e álcool em gel ou pia adaptada com água e sabão para clientes.

Na manhã desta sexta-feira, na Avenida Capitão Índio Bandeira, havia circulação de pessoas em estabelecimentos comerciais. O comércio estava fechado desde o dia 21 de março.

O decreto recomenda recolhimento da população diariamente das 23h às 6h, no período entre as 23h00 e 6h e obriga crianças, idosos com 70 anos ou mais, portadores de doenças crônicas e gestantes e lactantes a permanecer em isolamento social.

O Paço Municipal voltará a funcionar na próxima segunda-feira (20), das , das 7h30 às 13h.

Comente

Comentários

Copyright ®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).