Fale Conosco

Polícia

Crimes da chácara

Dois corpos encontrados no local ainda não foram identificados. Crimes seriam revestidos de conotação sexual

Publicado

em

A Polícia Civil de Campo Mourão investiga crimes ocorridos em uma chácara envoltos em mistério. Um homem, que foi encontrado morto no local após um incêndio, teria atraído um jovem com deficiência intelectual à propriedade rural. Um corpo jogado em um poço seria do rapaz.

O incêndio foi na noite do último sábado (11) e consumiu a casa de alvenaria com dois quartos de aproximadamente 40 metros quadrados na chácara localizada às margens da BR-158.

No domingo de manhã, depois de denúncias de vizinhos, o Corpo de Bombeiros voltou ao local e encontrou um corpo carbonizado na cama em um dos dois quartos.

O corpo seria de José Ricardo Grendel, de aproximadamente 40 anos, morador da chácara. Ele tem passagens pela polícia pelos crimes de furto e receptação. A principal linha de investigação é que o homem teria atraído o jovem para a propriedade com a promessa de lhe dar um telefone celular para ter relações sexuais.

Segundo o superintendente da 16ª SDP de Campo Mourão (Subdivisão Policial), Rodrigo Diari, foi coletado material de uma parente de José Ricardo para fazer teste de DNA. O corpo estava carbonizado, o que tornou a identificação visual impossível.

O jovem que está desaparecido desde a última sexta feria (10) é aluno da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Campo Mourão e tem deficiência intelectual. A escola informou que ele não havia sido localizado até as 13h30 desta segunda-feira.

Conforme o Corpo de Bombeiros, a residência estava sem energia elétrica, o que descarta curto-circuito. A situação reforça a linha de investigação da polícia do incêndio ser criminoso. Na frente da residência havia uma churrasqueira pequena com lenha.

Escavação

O trabalho de retirar do corpo do poço de aproximadamente 20 metros de profundidade começou no domingo, por volta das 2h. Primeiro, um bombeiro desceu com cordas para içá-lo, mas não conseguiu porque o poço afunila. “Também havia risco de desmoronamento”, afirmou Anderson Feijó, tenente do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o tenente, decidiu-se fazer uma escavação na lateral do poço para chegar até o corpo. Este trabalho foi iniciado no domingo de manhã, paralisado à noite e retomado nesta manhã.

Uma retroescavadeira e sete bombeiros trabalhavam no período da manhã. Até as 13 horas, as escavações continuavam.

Feijó disse que sobre o corpo há terra, pedras e pedaços de madeira que foram jogados para escondê-lo. A tampa de concreto do poço tinha um buraco de aproximadamente 50 centímetros por onde o corpo foi jogado.

Cães

Bombeiros, policiais militares e civis se depararam na chácara com três cães que estavam famintos. Os cachorros ganharam ração e água, que foram levados por quem estava trabalhando no local.

Segundo informações de pessoas que moram perto da chácara, os cães seriam de um homem que é namorado de José Ricardo.

Comente

Comentários

Copyright ®i44 News. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do i44 News (redacao@i44.com.br).