Fale Conosco

Saúde

Pesquisa da UEL avalia sequelas da covid-19 em pacientes recuperados

Trabalho consiste na avaliação da funcionalidade e qualidade de vida de 175 pacientes

Publicado

em

Uma equipe de professores e estudantes do Departamento de Fisioterapia do CCS (Centro de Ciência da Saúde), da UEL (Universidade Estadual de Londrina), desenvolve uma pesquisa sobre sequelas da covid-19.

O trabalho teve início no mês passado e consiste na avaliação da funcionalidade e da qualidade de vida de 175 pacientes com diagnóstico positivo do novo coronavírus em Londrina. O contato é feito por meio do WhatsApp com envio do questionário na plataforma Google Forms.

O projeto “Avaliação clínica funcional e qualidade de vida de pacientes após 1, 2, 6 e 12 meses do diagnóstico de infecção por Sars-CoV-2 no município de Londrina-PR” é uma iniciativa de três professoras e de 11 estudantes do curso de Fisioterapia da UEL, em parceria com um fisioterapeuta e uma enfermeira da Secretaria Municipal de Saúde de Londrina.

Segundo a professora Celita Salmaso Trelha, o questionário busca levantar o estado funcional pós-covid-19 e as dificuldades dos pacientes em desempenhar atividades do dia a dia, como o cuidado pessoal, condições de mobilidade e de locomoção.

De acordo com ela, a literatura e a experiência clínica profissional apontam que entre os sintomas comuns pós-Covid estão fadiga, dispneia, dores musculares e nas articulações, redução do paladar e do olfato, assim como ansiedade.

Além de ter acesso a um diagnóstico completo, o paciente recebe uma cartilha com orientações e exercícios, elaborada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e traduzida pelas professoras que integram o projeto.

A cartilha contém informações sobre o controle de falta de ar, problemas de voz e como lidar com as consequentes mudanças de humor, ansiedade e estresse.

Comente

Comentários